#EUROTRIP – PARIS – PARTE 1

Ahhhhhh Paris! Como você é linda! <3 É incrível como essa cidade emociona a gente, e emociona de uma forma que não da pra explicar!

Chegamos a tarde e já nos deparamos com um apê topíssimo do Airbnb. Sério, não fiquem em hotéis, fiquem em Airbnb, é uma experiência muito mais legal. O apê era demais!

Como no inverno anoitece cedo em Paris, decidimos ir ver a Torre Eiffel acesa. Primeiro passamos na Galeria Lafayette onde de imediato entrei em depressão porque era tudo absolutamente caro. E quando eu digo caro é porque a coisa mais barata que eu vi era uma pinça de 40€. Hahahaha! Mas vale o passeio sim! O teto é uma espécie de abóbada, toda de vitrais, lindíssimo.

Quando chegamos na Torre Eiffel foi aquela coisa né? Me segurei pra não abrir a boca pra chorar! Hahaha! Quando chegamos ela ainda estava apagada, e depois de um tempo acendeu e nos mostrou porque Paris é a cidade luz!

O segundo dia amanheceu mega chuvoso e frio, mas tínhamos nos programado para ir na Euro Disney e não nos desanimamos! Para ir pra Euro Disney é preciso pegar um metrô um pouquinho diferente, é mais caro porque a viagem é de mais ou menos uma hora e meia. Mas é super fácil de encontrar, tudo lá é muito bem sinalizado.

Chegar na Disney é sempre mágico! A gente volta a ser criança só de olhar aquele castelo lindo! Eu não aguentei e me emocionei sim! Hahahaha! É lindo demais! Como a Disney é um parque com mais atrações infantis, eu preferi passar o dia conhecendo e admirando cada pedacinho daquele mundo encantado que fez parte da minha infância e faz até hoje. Choveu o dia inteirinho, aquela garoa chata que não passa nunca. Mas aproveitamos mesmo assim e amamos!

O show de encerramento foi lindo, mesmo em francês (que eu não entendo bolhufas) foi maravilhoso! <3

O terceiro dia amanheceu com um sol incrível e resolvemos fazer os passeios a pé! Fomos novamente na Torre Eiffel para ver ela durante o dia e comemos um crepe de nutella que estava mara admirando a torre mais linda da vida.

Em seguida fomos ao Arco do Triunfo que é super bonito, mas não me surpreendeu tanto quando a Torre.

Finalmente fomos conhecer e comer os macaroons Pierre Hermé que segundo a Dani Noce são os melhores de Paris e eu realmente amei! O de limão (verde com laranja) é incrível.

 

Fomos no Museu do Louvre, mas por um azar estava fechado… Demos o azar de ser o único dia da semana em que fechava mais cedo. Acontece!

Seguindo caminho fomos em um dos lugares que eu mais amei de Paris, e quem for pra lá e curtir arte, TEM QUE IR! O lugar se chama 59 Rívoli, e é uma galeria de arte que eu nem sei direito como explicar. São artistas autônomos, que expõe os seus trabalhos (e alguns moram) em um prédio “abandonado”. Todas as paredes são cobertas por grafite e colagens. Uma coisa de louco que eu adorei!

Dei uma pesquisada e vi que é o terceiro centro de arte contemporânea mais visitado de Paris e que realmente o prédio estava abandonado por 10 anos e foi invadido por um grupo de 3 artistas chamado ‘chez robert electron libre’ em 1999. O grupo dominou todo o edifício, transformando-o em um atelier de arte que foi atraindo artistas que tinham o ideal de expor seus trabalhos.

O 59 Rívoli ou “Aftersquat 59 Rivoli”, conta com mais de 30 artistas de 10 nacionalidades diferentes, distribuídos em 6 andares. O espaço também promove shows gratuitos e eventos ligados a arte em geral.

Fica na 59, Rue Rivoli. 75001 Paris. Fica aberto de terça a domingo, das 13hrs às 20hrs e a entrada é gratuita.

Conhecemos a Catedral de Notre Dame que é lindíssima e me emocionou muito, afinal eu amo o filme do Corcunda de Notre Dame. E sobre a arquitetura eu nem tenho palavras pra comentar… São muitos detalhes, é realmente impressionante.

E ainda tem maissss! Só que vai ficar para o próximo post, se não fica muito cansativo e ninguém vai ler nada, não é mesmo? Hahahaha!
Espero que tenham curtido o post e viajado um pouquinho comigo por aqui! Qualquer dúvida, já sabem! Comenta aqui ou manda um e-mail para o nemsodedoce@gmail.com 🙂

Um beijo,

#EUROTRIP: BARCELONA – CASA BATLLÓ

Quando comecei a pesquisar sobre Barcelona, logo apareceram as casas de Gaudí, arquiteto renomado que fez sucesso com suas obras incríveis.

A casa Batlló me encantou! Conhecida também como “Casa de las máscaras” ou “Casa de los huesos” (algumas das colunas são em forma de tíbias, de onde brotam a vegetação como símbolo da morte e também da vida e regeneração, é uma das obras mais importantes de Antoni Gaudí e foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2005.

A visita é guiada por um smartphone, achei super tecnológico! Quando se apontava a câmera para um ambiente, mostrava como realmente era a disposição do mobiliário e como era a decoração que por sinal era lindíssima. Os lustres permanecem intactos e maravilhosos.

A impressão que a casa traz é de se estar dentro do oceano. O que mais me impressionou foi um vitral que quando a gente olhava por ele realmente parecia que estávamos dentro da água.

Sem palavras sobre o terraço. De lá se tem uma vista incrível de Barcelona e os mosaicos com azulejos são encantadores.

O ingresso se não me engano custou mais ou menos uns 20€ e super valeu a pena. Lá dentro ainda tem uma lojinha onde tem vários souvenirs legais. Eu comprei um livrinho com todas as obras de Gaudí e várias fotos lindas!

Essa última foto mostra o vitral do qual eu falei, lindo demais!

Espero que tenham curtido o post de hoje!

Um beijo,

#EUROTRIP – MADRID

O ano começou de verdade pra mim depois que eu cheguei de viagem, e foi uma correria que só! Mas finalmente organizei as fotos e vou escrever tudinho aqui pra vocês! 🙂

Nossa #Eurotrip começou em Madrid! Quando cheguei, a minha primeira impressão foi: UAU! Os prédios são muito lindos, ricos em detalhes e a arquitetura em geral foi o que mais me chamou atenção. Arte de rua e grafite também rola muito pelas paredes de lá.

Nossa primeira parada foi no Botin, o restaurante mais antigo no mundo segundo o Guiness Book. Isso mesmo! É de 1725! Pensem como é massa estar em um lugar tão velho, foi super legal a experiência! Super bem decorado, com detalhes em cada cantinho. Vale muito a pena conhecer! Lembrem de fazer reserva, porque é bem cheio! Na minha opinião, foi o que fizemos de mais legal em Madrid. Os garçons muito legais, atendimento ótimo. Ah, o cardápio conta toda história do restaurante, é uma graça e eles dão de lembrança. <3

Pedimos o Menú de la casa. Custou 45,40 € o que deu mais ou menos R$ 150,00 como comemos em dois, valeu super! De entrada era a Sopa de ajo con huevo (alho e ovo) deliciosa, acompanhava um pãozinho muito mara. O prato principal é o carro chefe do restaurante, o Cochinillo asado (que é um leitão neném assado com batatas) sim, deu dó, mas é muito bom mesmo! O que deixou a desejar foi a apresentação que não era lá muito fotogênica, masssss… Por fim, de sobremesa, veio um Helado, um sorvete que não conseguimos identificar do que era com uma calda de chocolate sensacional! O menú acompanhava vinho ou cerveja e água mineral.

El Botin fica na Calle Cuchilleros, 17, 28005 Madrid.

No dia seguinte fomos visitar alguns pontos turísticos. Começamos pelo Palácio Real, que é uma das residências oficiais do Rei. É considerado o maior Palácio da Europa em área construída. Fica em frente da Plaza de Oriente

Fica na Calle de Bailén, s/n, 28071 Madrid.

Passamos pela Plaza Mayor, que é bem bonita e tem pontos de informações para turistas, o que é bem bacana né? Fico mais confortável quando avisto um desses. E aproveitei a pausa pra tomar uma coquinha e recarregar as energias! Reparem na cara de satisfação. Hahahaha!!

Seguimos para o Mercado de San Miguel que é super legal! Várias comidinhas locais deliciosas e muita gente, sério, bem lotado mesmo! Comemos de pé um sanduíche de jamón e uns salaminhos e tomamos um vinhote para esquentar! O que eu mais gosto de visitar em viagens são os mercados. Porque se a intenção é conhecer a cultura do povo, é neles que você encontra.

Fica na Plaza de San Miguel, s/n, 28005 Madrid.

Em seguida fomos para o Parque El Retiro que é super lindo, no verão deve bombar demais! Vale a pena deixar algumas horas do dia pra sentar lá e curtir, fazer um piquenique e tal. Encontrei um golden lindo e aproveitei pra amassar ele. 🙂

Foram só dois dias em Madrid e seguimos para Barcelona, que vou mostrar pra vocês no próximo post! Acompanhem! <3

Um beijo!