NSDD – GUCCI LANÇA LINHA DE DECORAÇÃO DE INTERIORES

Assinada pelo diretor criativo Alessandro Michele, a grife italiana anuncia o lançamento da linha de objetos decorativos para casa que chega aos e-commerces da marca e na Bergdorf Goodman, em Nova York, no dia 07 de setembro. Mas como a internet é incrível, já fiquei louca vendo todas as peças e vou mostrar aqui para vocês as minhas preferidas. Uma pena que moramos no Brasil e a marca não deu previsão da chegada da coleção por aqui. 🙁

 

Batizada de Gucci Décor, a coleção está incrível trazendo o mesmo humor mesclado com romantismo contemporâneo das criações fashion assinadas por Alessandro.

Almofadas, velas perfumadas, biombos, cadeiras, bandejas… Está tudo lindo e com design de sobra. As estampas com desenhos no estilo “Gucci Garden” – cobras coral, florais e tigres rugindo trazem um ar divertido às peças.

Ah, também serão lançados papéis de parede em seda, vinil e papel. 

Agora é só esperar chegar a data né? Como o preço provavelmente vai ser lá nas alturas, me resta apenas admirar por enquanto! Hahaha! 🙂

Um beijo,

ALECRIM APROVA – PET DELÍCIA – ALIMENTAÇÃO NATURAL PARA CÃES

Desde março a minha maior preocupação tem sido o bem estar do meu filho gostoso, o Alecrim! <3 Eu nem imaginava o tanto de cuidados que um filhote precisa, mas confesso que estou amando cuidar dele!
Todo dia é um Google diferente: “Que frutas o cachorro pode comer?” “Cachorro pode comer comida de verdade?” “Quais plantas podem ser colocadas em casas com cães?” “Cachorro pode comer pipoca?” Hahahaha! Essas são as que eu mais procurei!

Um certo dia zapeando pelo Netflix, um documentário me chamou a atenção, o nome é Pet Fooled. Lá eles falam sobre todos os malefícios que as rações secas trazem aos animais, e eu fiquei bem preocupada. Recomendo a todos que tem cães, que assistam esse documentário e tirem suas próprias conclusões.
Os cães praticamente não precisam de carboidratos, o que vem em maior quantidade nas rações. A genética deles é 99% igual a dos lobos, portanto precisam de proteína animal e gordura basicamente.
Carboidratos simples em excesso viram açúcar no organismo e açúcar demais causa obesidade, diabetes, infecções crônicas. Um detalhe ainda mais grave apontado pelo site Cachorro Verde: “o teor de carboidrato das rações convenientemente não vem discriminado no pacote. Os fabricantes informam apenas os níveis de proteína, gordura, fibras, umidade e minerais”.

Pesquisei muito sobre isso em Blogs e sites veterinários e o que vi sobre rações secas não me convenceu no bom sentido. Desde que peguei o Alecrim, dou a Hills pra ele, porque é a ração indicada para cães que tem pelo claro, para evitar as manchinhas causadas pelo pH da lágrima. O pelo dele é lindo e ele cresceu até hoje super saudável. As necessidades em consistência certa, tem energia de montão, dorme bem… Tudo ok com o meu pequeno.

Mas fico com aquela “culpa” de estar dando pra ele uma ração transgênica, o que não é legal. E lembrar de que ela foi citada no documentário aumenta ainda mais o peso na consciência. Então passei a buscar por alimentos naturais para cães, e achei uma marca muito legal, a Pet Delícia! (Clica aqui) para saber mais sobre a marca.

Eles produzem uma alimentação 100% natural, sem corantes, conservantes, sabores artificiais ou transgênicos. Vem embalados em latinhas, que quando abertas, duram até 3 dias na geladeira.
O Alecrim provou os sabores Caçarolinha de carne (Ingredientes: Carne bovina, coração bovino, língua bovina, batata inglesa, cenoura, chuchu, abobrinha, beterraba, óleo de girassol, aveia em flocos, semente de linhaça, carbonato de cálcio, semente de abóbora, premix vitamínico, premix mineral, lecitina de soja e alga nori) e Jardineira de frango (Ingredientes: Peito de frango, moela de frango, coração de frango, batata inglesa, cenoura, chuchu, abobrinha, batata baroa, ervilhas, óleo de girassol, aveia em flocos, semente de linhaça, carbonato de cálcio, semente de abóbora, premix vitamínico, premix mineral, lecitina de soja, tempero verde desidratado (alecrim) e alga nori).

Ele amou! Fica batendo no potinho dele pedindo mais! 🙂 Super indico para as mamães e papais de cachorros e gatos, que não tem tempo de preparar comidinhas naturais para seus filhotes.
Após aberto, dura até 3 dias na geladeira. Mega prático!
Além dos sabores que o Alecrim provou, tem também o Risotinho de frango, o Frango com maçã e a receita hipercalórica. Confiram maiores informações no site deles! (Clica aqui).

Espero que tenham gostado do post de hoje.

Um beijo,

#EUROTRIP – PARIS – PARTE 2

Finalmente a parte 2 sobre a viagem saiu!!! É o tipo de post que eu mais gosto de escrever, mas da tanto trabalho que olha… Hahahaha! Então vamos lá. Fico mega nostálgica escrevendo esses posts, então me perdoem caso eu me emocione demais!

Começamos o dia visitando a parede em que tem escrito “EU TE AMO” em todas as línguas. As fotos não ficaram muito boas, porque tinha muita gente e o muro é pequeno. Então para não estragar a foto dos outros, cada um ia e tirava bem rapidinho.

Andamos por várias ruas, uma mais linda e encantadora que a outra.

Chegamos no Café des 2 Moulins, que é o café em que a Amelie Poulain trabalhava no filme dela. Uma gracinha, mas não tirei foto lá dentro porque não consumi nada. Enquanto nossos amigos tomavam um cafézinho, eu e o Dudu exploramos algumas ruas a mais.

Seguimos para o Moulin Rouge, que é aquele cabaré louco onde eles servem jantares e apresentam um show com a mulherada de peito de fora, o mesmo que eu não quis ir afinal pagar pra ver peito de fora, ainda mais com o Dudu, eu me recuso! Hahahaha!
A região alí é meio exótica, cheia de sex shops, um tanto quanto bizarro… Um pessoal bem diferentão também…

Ainda na região de Montmartre, fomos visitar a Basílica de Sacré-Coeur, mas estava fechada, então fomos dar um rolê pelas redondezas. Vale super a pena, a vista lá de cima é incrível, tem várias lojinhas, artistas de rua e tal. Só que quando estávamos subindo rumo a Basílica, vários “artistas” nos abordaram e foram grosseiros querendo nos obrigar a amarrar umas pulseirinhas. Tomem cuidado com isso, foi muito chato.

Em seguida fomos ao Museu do Louvre, que é demais! Eu não imaginava o quão gigante esse lugar era. Sério, cansamos MUITO! Hahaha! A próxima vez em que eu for visitar, vou ver se eu descolo aqueles tênis de rodinha! Hahaha! A parte do Antigo Egito estava fechada para manutenção, o que me decepcionou muito, porque era a parte que eu mais gostaria de conhecer.
Lá dentro tem várias lojas bem bacanas, inclusive a Apple. <3
Eu tirei tanta foto lá dentro que eu nem sei qual é qual e nem onde estão no meu computador, essas são as que ficaram no meu celular, dos lugares que mais me marcaram.

A Monalisa realmente é pequena como falam, mas que da uma emoçãozinha de ver tão de perto, isso dá!!! Hahahaha! Muito bonita!

 

Como era final de tarde, fomos ao Jardim de Luxemburgo ver o por do sol. Tudo muito lindo até o guardinha expulsar toda galera porque o parque estava fechando!

Seguindo o passeio, fomos conhecer as Catacumbas de Paris, que era o sonho do Dudu! Hahahaha! ALERTA: Se você tem claustrofobia, NÃO VÁ! É louco demais. O tour começa com a galera descendo uma escada em caracol que passa somente uma pessoa por vez e que parece não ter fim. Continua com uma caminhada em um corredorzinho minúsculo onde uma pessoa com mais de 1,90 de altura não consegue ficar em pé. Até chegar nas catacumbas, com mais de não sei quantos esqueletos humanos. Muito bizarro, o pé direito é super baixo, muitas vezes a gente teve que se abaixar para passar.

Senta que lá vem a história: O ossário foi criado no final do século 18 e abriga 2 quilômetros de corredores e salas subterrâneas, a 20 metros abaixo do nível da rua, que abrigam os restos mortais de aproximadamente 6 milhões de pessoas que começaram a ser depositados no local a partir de 1.785.
Na entrada tem um aviso onde está escrito: “Arrête, c’est ici l’empire de la mort” (“Pare, este é o império da morte”), o que adianta o teor de todo o percurso que é feito em longos e claustrofóbicos 45 minutos debaixo da terra.

O local surgiu devido a urgências sanitárias, pois no fim do século 18, o Cimetière des Saints-Innocents que ficava no bairro de Les Halles – e era o mais importante da cidade – já tinha quase dez séculos de uso e dava sinais de esgotamento. Seu terreno era uma área infectada que preocupava a população dos arredores do centro da cidade. Com tantas epidemias, fome e guerras, a cidade já não tinha mais lugar para enterrar seus mortos e os cemitérios passaram a ser focos de infecção.
E em 1785, a pedreira de calcário abandonada (Tombe-Issoire) se tornou o endereço de depósito de cadáveres que já não tinham mais lugar naquele cemitério parisiense tradicional.
A transferência dos ossos eram realizadas por padres vestidos de branco que entoavam cantos fúnebres (o ofício dos mortos) enquanto arrastavam carroças com os restos mortais cobertos por véus negros. O sinistro traslado dos ossos provenientes do Cemitério dos Santos Inocentes levou dois anos para ser concluído, entre 1786 e 1788, e teve início com um ritual em que religiosos abençoavam o local antes de assumir sua nova função. Medo!

As catacumbas ficam na 1 Avenue du Colonel Henri Rol-Tanguy, 75014 Paris, França. E vale a pena conhecer, é bem impressionante!

E para finalizar a nossa estadia incrível em Paris, fomos jantar no Les Fines Gueules, e é claro que comemos o Steak Tartare né? Eu morreria se fosse embora da França sem provar a versão tradicional de um dos meus pratos favoritos da vida. Snsacional! Quem for pra Paris, tem que conhecer esse restaurante. O atendimento não é incrível, porque cá entre nós, os franceses não são conhecidos pela simpatia. Mas mesmo assim vale muito a pena. Fica na 43 Rue Croix des Petits Champs, 75001 Paris, França.

E acabou Paris! 🙁 Que lugar incrível! Realmente é emocionante conhecer um lugar de onde você ouve falar desde a infância! Podem falar que é clichê e tudo mais, que Paris é um destino batido, mas eu AMEI conhecer e indico para todo mundo!

Espero que tenham curtido os posts! Em breve postarei sobre Londres!

Um beijo,

+MU CORINGA

Que eu amo a +Mu todo mundo já sabe! Mas vocês sabiam que agora eles criaram a versão Coringa? Que é um whey isolado e hidrolisado puro, sem sabor, ou seja, você pode usar em qualquer tipo de receita para o pré ou pós treino, e também para tornar qualquer refeição normal em proteica. Eu estou amando e testando as receitas que vieram junto com ele, e em breve postarei todas aqui no Blog.

São 22g de proteína em cada 1 e 1/2 scoop (25g).

Eu sempre senti falta de uma proteína que fosse sem sabor, porque eu me limitava a fazer receitas sempre doces com os sabores disponíveis… Então essa novidade ganhou o meu coração. Amei mesmo. Estou usando nas minhas panquecas, sopas, shakes, bolos… Super multi funcional. <3

A primeira receitinha que eu fiz, foi o Moch@, já que sou a louca do café! Hahahaha! Olha só:

Moch@

1 scoop de Coringa

1 colher de chá de alfarroba

1 xícara de café expresso

200 ml de leite de amêndoas (eu usei o de coco)

Stevia a gosto (Xylitol, açúcar de coco ou demerara), eu não coloquei nenhum.

Coloque todos os ingredientes em um liquidificador ou coqueteleira e bata bem. Eu bati o meu no mixer. E adoce a gosto. Fica muito cremoso! <3

O Alecrim amou! E você tá esperando o que pra comprar o seu? (Clica aqui) para conhecer melhor o produto! 🙂

Um beijo!

FEITO BRASIL – COSMÉTICOS ARTESANAIS

Ultimamente ando pesquisando bastante sobre produtos que não testam em animais e também que são produzidos aqui no Brasil, e assim conheci a Feito Brasil, que é uma marca incrível!
Fundada em 2004 por Lana Peron, com a ideia de produzir cosméticos artesanalmente com brasilidade e respeito à vida.

“Existimos com o propósito de fazer do mundo onde estamos um lugar melhor e mais belo, provando que é possível uma empresa ter alma e, ainda assim, existir!” ( – Site Feito Brasil)

Essa marca ganhou meu coração por ser tudo de bom: Valorizam os seres humanos, a sustentabilidade da vida, a cultura do Brasil e o empoderamento da mulher. Ou seja, incrível não é mesmo?

Alem dessa filosofia linda, os produtos são maravilhosos! Vou mostrar alguns fos meus favoritos. Deu dó de usar cada um deles porque eu queria guardar aqueles cheiros pra sempre! Ô coisa gostosa! <3 E as embalagens? Que capricho!

A coleção “Simpática de ver o peso” é amor do início ao fim! Me lembrou o cheirinho da chácara, de grama recém cortada… 🙂 Bom demais! O Néctar de banho é aquele tipo de creminho gostoso, que não fica grudento. Pode ser usado durante ou após o banho, super refrescante, acalma a pele de um jeito que não tem como explicar! Só sentindo mesmo! feito com: Patuá, bacabá, extrato inodoro de arruda, corante vegetal de clorofila e Blend de óleos: Gengibre, Benjoim e Lemongrass.
“Juntos esses óleos dissipam a negatividade, estimulam a coragem, a iniciativa e a determinação, combatendo o pessimismo, a preguiça e pensamentos improdutivos. O Benjoim também apresenta propriedades rejuvenescedoras, que transparecem na beleza e vivacidade da pele, bem como no estímulo a pensamentos mais ativos e otimistas.” ( – Site Feito Brasil)

O Sabonete Vegetal Afrodisíaco é uma delícia, faz uma espuminha boa e o cheiro é muuuuuito mara! Além de deixar a pele super hidratada. Se liga nos ingredientes: Base vegetal de coco de babaçu, óleo de pimenta, extrato seco de andiroba e óleos essenciais de laranja doce, patchouli e vetiver.

Assistam o vídeo da produção dessa linha incrível:

Outro favorito é o Sabonete em barra de Carambola da Coleção Dom Tropical, que é em formato de picolé e tem um cheiro inacreditável de tão bom!Quase morri de dó de usar de tão lindo que era! “Com Base Vegetal e Óleo de Oliva, mantêm a hidratação natural da pele, deixando-a macia, sedosa e perfumada. Irresistível e saborosa fragrância de carambola e esfoliante natural de damasco. Esfoliação moderada.” ( – Site Feito Brasil)

Para conhecer melhor a marca, (clica aqui) e veja o site mais lindo e cheio de produtos maravilhosos e do bem.

Espero que tenham gostado do post de hoje! 😀

Um beijo,