#EUROTRIP – PARIS – PARTE 1

Ahhhhhh Paris! Como você é linda! <3 É incrível como essa cidade emociona a gente, e emociona de uma forma que não da pra explicar!

Chegamos a tarde e já nos deparamos com um apê topíssimo do Airbnb. Sério, não fiquem em hotéis, fiquem em Airbnb, é uma experiência muito mais legal. O apê era demais!

Como no inverno anoitece cedo em Paris, decidimos ir ver a Torre Eiffel acesa. Primeiro passamos na Galeria Lafayette onde de imediato entrei em depressão porque era tudo absolutamente caro. E quando eu digo caro é porque a coisa mais barata que eu vi era uma pinça de 40€. Hahahaha! Mas vale o passeio sim! O teto é uma espécie de abóbada, toda de vitrais, lindíssimo.

Quando chegamos na Torre Eiffel foi aquela coisa né? Me segurei pra não abrir a boca pra chorar! Hahaha! Quando chegamos ela ainda estava apagada, e depois de um tempo acendeu e nos mostrou porque Paris é a cidade luz!

O segundo dia amanheceu mega chuvoso e frio, mas tínhamos nos programado para ir na Euro Disney e não nos desanimamos! Para ir pra Euro Disney é preciso pegar um metrô um pouquinho diferente, é mais caro porque a viagem é de mais ou menos uma hora e meia. Mas é super fácil de encontrar, tudo lá é muito bem sinalizado.

Chegar na Disney é sempre mágico! A gente volta a ser criança só de olhar aquele castelo lindo! Eu não aguentei e me emocionei sim! Hahahaha! É lindo demais! Como a Disney é um parque com mais atrações infantis, eu preferi passar o dia conhecendo e admirando cada pedacinho daquele mundo encantado que fez parte da minha infância e faz até hoje. Choveu o dia inteirinho, aquela garoa chata que não passa nunca. Mas aproveitamos mesmo assim e amamos!

O show de encerramento foi lindo, mesmo em francês (que eu não entendo bolhufas) foi maravilhoso! <3

O terceiro dia amanheceu com um sol incrível e resolvemos fazer os passeios a pé! Fomos novamente na Torre Eiffel para ver ela durante o dia e comemos um crepe de nutella que estava mara admirando a torre mais linda da vida.

Em seguida fomos ao Arco do Triunfo que é super bonito, mas não me surpreendeu tanto quando a Torre.

Finalmente fomos conhecer e comer os macaroons Pierre Hermé que segundo a Dani Noce são os melhores de Paris e eu realmente amei! O de limão (verde com laranja) é incrível.

 

Fomos no Museu do Louvre, mas por um azar estava fechado… Demos o azar de ser o único dia da semana em que fechava mais cedo. Acontece!

Seguindo caminho fomos em um dos lugares que eu mais amei de Paris, e quem for pra lá e curtir arte, TEM QUE IR! O lugar se chama 59 Rívoli, e é uma galeria de arte que eu nem sei direito como explicar. São artistas autônomos, que expõe os seus trabalhos (e alguns moram) em um prédio “abandonado”. Todas as paredes são cobertas por grafite e colagens. Uma coisa de louco que eu adorei!

Dei uma pesquisada e vi que é o terceiro centro de arte contemporânea mais visitado de Paris e que realmente o prédio estava abandonado por 10 anos e foi invadido por um grupo de 3 artistas chamado ‘chez robert electron libre’ em 1999. O grupo dominou todo o edifício, transformando-o em um atelier de arte que foi atraindo artistas que tinham o ideal de expor seus trabalhos.

O 59 Rívoli ou “Aftersquat 59 Rivoli”, conta com mais de 30 artistas de 10 nacionalidades diferentes, distribuídos em 6 andares. O espaço também promove shows gratuitos e eventos ligados a arte em geral.

Fica na 59, Rue Rivoli. 75001 Paris. Fica aberto de terça a domingo, das 13hrs às 20hrs e a entrada é gratuita.

Conhecemos a Catedral de Notre Dame que é lindíssima e me emocionou muito, afinal eu amo o filme do Corcunda de Notre Dame. E sobre a arquitetura eu nem tenho palavras pra comentar… São muitos detalhes, é realmente impressionante.

E ainda tem maissss! Só que vai ficar para o próximo post, se não fica muito cansativo e ninguém vai ler nada, não é mesmo? Hahahaha!
Espero que tenham curtido o post e viajado um pouquinho comigo por aqui! Qualquer dúvida, já sabem! Comenta aqui ou manda um e-mail para o nemsodedoce@gmail.com 🙂

Um beijo,

#EUROTRIP: BARCELONA – CASA BATLLÓ

Quando comecei a pesquisar sobre Barcelona, logo apareceram as casas de Gaudí, arquiteto renomado que fez sucesso com suas obras incríveis.

A casa Batlló me encantou! Conhecida também como “Casa de las máscaras” ou “Casa de los huesos” (algumas das colunas são em forma de tíbias, de onde brotam a vegetação como símbolo da morte e também da vida e regeneração, é uma das obras mais importantes de Antoni Gaudí e foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO em 2005.

A visita é guiada por um smartphone, achei super tecnológico! Quando se apontava a câmera para um ambiente, mostrava como realmente era a disposição do mobiliário e como era a decoração que por sinal era lindíssima. Os lustres permanecem intactos e maravilhosos.

A impressão que a casa traz é de se estar dentro do oceano. O que mais me impressionou foi um vitral que quando a gente olhava por ele realmente parecia que estávamos dentro da água.

Sem palavras sobre o terraço. De lá se tem uma vista incrível de Barcelona e os mosaicos com azulejos são encantadores.

O ingresso se não me engano custou mais ou menos uns 20€ e super valeu a pena. Lá dentro ainda tem uma lojinha onde tem vários souvenirs legais. Eu comprei um livrinho com todas as obras de Gaudí e várias fotos lindas!

Essa última foto mostra o vitral do qual eu falei, lindo demais!

Espero que tenham curtido o post de hoje!

Um beijo,

#EUROTRIP – MADRID

O ano começou de verdade pra mim depois que eu cheguei de viagem, e foi uma correria que só! Mas finalmente organizei as fotos e vou escrever tudinho aqui pra vocês! 🙂

Nossa #Eurotrip começou em Madrid! Quando cheguei, a minha primeira impressão foi: UAU! Os prédios são muito lindos, ricos em detalhes e a arquitetura em geral foi o que mais me chamou atenção. Arte de rua e grafite também rola muito pelas paredes de lá.

Nossa primeira parada foi no Botin, o restaurante mais antigo no mundo segundo o Guiness Book. Isso mesmo! É de 1725! Pensem como é massa estar em um lugar tão velho, foi super legal a experiência! Super bem decorado, com detalhes em cada cantinho. Vale muito a pena conhecer! Lembrem de fazer reserva, porque é bem cheio! Na minha opinião, foi o que fizemos de mais legal em Madrid. Os garçons muito legais, atendimento ótimo. Ah, o cardápio conta toda história do restaurante, é uma graça e eles dão de lembrança. <3

Pedimos o Menú de la casa. Custou 45,40 € o que deu mais ou menos R$ 150,00 como comemos em dois, valeu super! De entrada era a Sopa de ajo con huevo (alho e ovo) deliciosa, acompanhava um pãozinho muito mara. O prato principal é o carro chefe do restaurante, o Cochinillo asado (que é um leitão neném assado com batatas) sim, deu dó, mas é muito bom mesmo! O que deixou a desejar foi a apresentação que não era lá muito fotogênica, masssss… Por fim, de sobremesa, veio um Helado, um sorvete que não conseguimos identificar do que era com uma calda de chocolate sensacional! O menú acompanhava vinho ou cerveja e água mineral.

El Botin fica na Calle Cuchilleros, 17, 28005 Madrid.

No dia seguinte fomos visitar alguns pontos turísticos. Começamos pelo Palácio Real, que é uma das residências oficiais do Rei. É considerado o maior Palácio da Europa em área construída. Fica em frente da Plaza de Oriente

Fica na Calle de Bailén, s/n, 28071 Madrid.

Passamos pela Plaza Mayor, que é bem bonita e tem pontos de informações para turistas, o que é bem bacana né? Fico mais confortável quando avisto um desses. E aproveitei a pausa pra tomar uma coquinha e recarregar as energias! Reparem na cara de satisfação. Hahahaha!!

Seguimos para o Mercado de San Miguel que é super legal! Várias comidinhas locais deliciosas e muita gente, sério, bem lotado mesmo! Comemos de pé um sanduíche de jamón e uns salaminhos e tomamos um vinhote para esquentar! O que eu mais gosto de visitar em viagens são os mercados. Porque se a intenção é conhecer a cultura do povo, é neles que você encontra.

Fica na Plaza de San Miguel, s/n, 28005 Madrid.

Em seguida fomos para o Parque El Retiro que é super lindo, no verão deve bombar demais! Vale a pena deixar algumas horas do dia pra sentar lá e curtir, fazer um piquenique e tal. Encontrei um golden lindo e aproveitei pra amassar ele. 🙂

Foram só dois dias em Madrid e seguimos para Barcelona, que vou mostrar pra vocês no próximo post! Acompanhem! <3

Um beijo!

BY. CHLOE – New York

O BY. CHLOE é um restaurante vegano super badalado em NY, a fila sempre está enorme! Demos sorte de pegar um horário bom, onde a fila ainda estava pra dentro. Tudo lá é orgânico e feito pensando no bem do meio ambiente.

IMG_6847

IMG_6856

Demorei um pouquinho pra escrever esse post, mas cada segundo que eu passei nesse restaurante continua intacto na minha memória! Foi um dos melhores restaurantes que eu já visitei, tudo lá é muito bem pensado, organizado e delicioso. O cardápio é super completo e nutritivo, além de ser lindo, todo bem feito, com desenhos fofinhos! Nas mesas tem um jornal que conta a história do lugar, com desenhos para pintar.

IMG_6848

IMG_6850

IMG_6851

IMG_6849

IMG_6857

IMG_6858

Fomos lá no dia do aniversário do meu irmão, imagine a felicidade dele em ter que comer um hambúrguer vegano (o que pra nós era totalmente novo), mas a experiência foi surpreendente! Era realmente muito bom, um dos melhores hambúrgueres que eu já comi. Feito com batata, lentilha, chia e nozes, picles, cebola roxa, ketchup de beterraba e o molho especial da casa. A batatinha doce frita era maravilhosa, senhor da Glória! Bem picante e super bem temperada.

IMG_6845

IMG_6843

IMG_6846

Lá eu encontrei também a Kombucha, que eu sempre via nos vlogs da Dani Noce e amei, muito boa. E também tinha água de coco no coco mesmo, descascado, um amor!

IMG_6852

IMG_6844

IMG_6853

Ela já lançou três livros, um mais lindo que o outro! Pena que com o dólar tão alto, eu acabei trazendo só um, que é incrível! Cheio de fotos lindas e receitas que eu estou ansiosa pra testar.

IMG_7108

Lá eles servem massas, sopas, vários tipos de hambúrguer, saladas, sorvetes e doces, um mais lindo que o outro… Não provei nenhum dos doces porque o hambúrguer era grandão e a ideia era conhecer lugares diferentes, então deixamos a sobremesa pra outro lugar! :9 (Mas me arrependi de não ter pego um cookie, afinal, para cookies sempre tem espaço).

Claro que eu trouxe o cardápio né? Hahahaha!

IMG_7109

IMG_7110

IMG_7111

IMG_7112

BY. CHLOE

185 Bleecker Street
New York, NY 10012

Sério, é parada obrigatória para quem vai pra NY, mesmo não sendo vegano, vale muito a pena conhecer! 🙂

Espero que tenham curtido o post, eu amei esse lugar e tirei as fotos meio emocionada demais, mas foi com muito carinho!

Um beijo!

Assinatura2

Dicas para quem vai visitar Santiago – Chile

Quando decidimos ir para Santiago eu só sabia que lá tinha neve e que a moeda deles era pesos e não dólares. Fui pesquisar sobre e não achei nenhum post completinho, que falasse realmente aquilo que eu gostaria de saber… Então eu vou dar algumas dicas, baseadas no meu ponto de vista. Lá vai:

O que levar:

  • Leve lipbalm, batom, manteiga de cacau, o que for. O clima de lá é muito seco, venta demais e não tem boca que aguente sem proteção.
  • Leve tênis de caminhar. Levei minhas botinhas apenas para passear, porque o que eu usei mesmo foi o meu Adidas véio, que quebrou um galho. Mas confesso que morri de inveja do meu namorado, que estava com um tênis de caminhada.
  • Leve cachecol e gorro. Como eu já disse, lá venta bastante.
  • O tempo de lá é maluco. De manhã tá super frio, de tarde quente e de noite frio de novo. Então não saia com aquela blusa velha de usar por baixo… Isso mesmo, aquela bem velha de dormir que tem até um furinho. Não vá com ela achando que não vai precisar tirar as blusas de cima durante o dia, porque você vai! Isso aconteceu comigo, e para não fazer feio eu passei muito calor. Hahahaha!
  • Leve mochila ou bolsa a tiracolo. Fui com a minha bolsa de carregar no braço achando que ia ser top e tal, porém foi terrível carregar ela durante os passeios. Então minhas coisas ficaram na mochila do meu namorado durante a viagem inteira.

Sobre o precioso dinheiro:

  • Para trocar seus Reais valiosos por Pesos Chilenos você deve ir até as casas de câmbio. Na Rua Agustinas você encontra várias casas, e cabe a você andar até encontrar a melhor cotação. Quanto maior o valor do Peso, melhor.
  • Ande com seus Reais ou Pesos valiosos divididos. Um pouco em um bolso, um pouco em outro, um pouco na carteira, um pouco no bolso da jaqueta… Não tivemos nenhuma experiência ruim, mas o seguro morreu de velho. Então, cuidado!
  • É meio confuso mexer com os pesos, são notas de 1.000, 2.000, 5.000, 10.000 e 20.000. Para converter de Peso para Real, para ver se o que você quer comprar vale a pena, tem que dividir o valor do produto em Pesos, pelo valor que você trocou o seu Real. Por exemplo: uma blusa custa 20.000 Pesos e eu troquei meus Reais no valor de 176. Então 20.000 ÷ 176 = mais ou menos R$ 113,00.
  • Ah! Você pode trocar seus Reais por Pesos em casas de câmbio no Brasil ou no aeroporto, mas vale mais a pena trocar lá em Santiago mesmo.

Sobre o dia de Ski:

  • Passe lip balm durante todos os minutos em que você estiver na estação.
  • Passe protetor solar antes de ir e leve para retocar, o vento de lá é sinistro, queima tanto quanto o sol.
  • Por baixo da roupa, use somente uma segunda pele. Por mais frio que seja lá, enquanto você estiver esquiando vai suar bastante.
  • Touca e cachecol são super úteis.

Tem um post bem completinho sobre o dia de Ski, para conferir (clique aqui).

Sobre os passeios:

  • Além do passeio para a Estação de Ski El Colorado (que eu falo nesse post), nós fizemos o passeio para Valparaíso e Viña del Mar. Vale a pena conhecer essas duas cidadezinhas, a história é bem bacana e a arquitetura é show de bola. Valparaíso é uma das cidades mais antigas do Chile e é meio destruidona devido a um terremoto que ocorreu por lá, e até então eles não reconstruíram, mas mesmo assim tem a sua graça. Os morros com suas casinhas coloridas e empilhadas podem parecer uma favelinha, mas quando você vê o cuidado que alguns moradores tem com suas casas, você se encanta. Já Viña del Mar é ostentação. Prédios lindos, arquitetura mara, restaurantes irados… É considerada uma capital turística. Um dos cartões postais da cidade é o Relógio de Flores que fica próximo à Playa Caleta Abarca e não tem como passar por lá e não parar para tirar uma selfie com o relógio. O jardim que o rodeia é lindo, super bem cuidado. Encantador. Para visitar essas duas cidades, nós tinhamos a ideia de pegar um ônibus de linha, na rodoviária mesmo. Acontece que as empresas de turismo compram as passagens mais baratas bem cedo, e quando chegamos lá só tinham as mais caras, sairia mais ou menos 10.000 Pesos Chilenos para cada pessoa (ida e volta). Então acabamos pegando o pacote de uma empresa que ficava logo na frente de onde iríamos comprar as passagens. O pacote custava uns 15.000 Pesos Chilenos, e valeu muito a pena. Se tivéssemos ido por nossa conta, como pretendíamos, nós teríamos que pegar táxis para subir os morros de Valparaíso e tudo mais, já com a empresa, só tínhamos que descer do ônibus onde ele parava, além de saber o que já ocorreu em cada ponto turístico. O nosso guia era muito bacana, mas caso você curta uma aventura e queira ir por conta, compre as passagens pela internet antes. Sai mais barato.
  • Nosso hotel era ao lado do Cerro Santa Lucía e ele é lindo! Por ser bem no centro da cidade, lá de cima você tem acesso a uma visão de 360° da cidade. A vista é animal mesmo… Dá uma canseira de subir as escadas, mas vale a pena. Leve uma garrafinha de água e coragem! Se você estiver com bastante tempo rola até fazer um picnic lá em cima.
  • O Cerro San Cristóbal é outro lugar com uma vista incrível que está em qualquer roteiro turístico, fomos de metrô e tivemos que andar um pouquinho para chegar até lá. Quando chegamos pegamos um bondinho para subir o Cerro, tivemos que pagar, não lembro o valor, mas era pouco. Ah! Antes fiz o Dudu pagar 3.000 Pesos para tirarmos foto com uma lhama chamada Don Juan! Fofo demais. <3 Lá no meio tem um zoológico, nós não fomos porque eu tenho muito dó dos bichanos presos lá para o povo só olhar e fotografar… Lá também tem churrasqueiras e você pode fazer um churras, nham! No topo do cerro tem uma imagem linda da Virgem de la Inmaculada Concepción, onde o Papa João Paulo II já celebrou uma missa.
  • Perto do nosso hotel haviam vários museus, nós não fomos em nenhum porque não curtimos muito e nem entendemos muita coisa sobre arte. Mas para quem gosta é bem bacana visitar o centro. Ah! Tem o Museo de la Moda, que conta tooooda história da moda e tudo mais, eu gostaria de ter ido, mas não quis obrigar o meu namorado, mãezinho!

Sobre o melhor de tudo, COMPRAS:

  • O preço é bem semelhante ao do Brasil. Roupas, perfumes e óculos de sol saem mais ou menos uns R$20,00 mais baratos lá do que aqui. O que vale a pena mesmo são os eletrônicos, comprei um computador por menos da metade do preço que é aqui no Brasil.
  • Para passar um dia inteiro, é legal ir ao Shopping Parque Arauco, que é o maior shopping do Chile. Lá dentro tem cinema, teatro, boliche, duas torres comerciais, restaurantes e até uma clínica médica. Tem de tudo lá, inclusive um piso inteiro somente de itens de decoração para casa, fiquei enlouquecida querendo trazer tudo, porém não trouxe nada. 🙁 Hahahaha!  Vale a pena, o Shopping é bem lindo e os restaurantes são show, mas também há uma praça de alimentação normal, com McDonald’s, Dunkin’ Donuts e tudo mais. Endereço: Kennedy, 5413 – Las Condes.
  • Também fomos ao Shopping Costanera Center, que é gigante. Lá você encontra a maioria das grifes, como Zara, Armani, Gap, Hugo Boss, Lacoste, Tommy, além das lojas de departamentos como Ripley, Paris e Falabella (essas podemos encontrar espalhadas por toda cidade de Santiago, tem várias). Achei esse Shopping bem mais caro do que o Parque Arauco! Endereço: Avenida Andrés Bello, 2425 – Providencia.
  • O Patio Bellavista é bem próximo ao Cerro San Cristóbal e é bacana para comprar lembranças da viagem, há várias lojas de artesanato e vestuário. Não compramos nada, então não sei a faixa de preço. Lá tem vários Restaurantes e Bares famosos da região, super bem cotados. Porém fomos em um Restaurante chamado Backstage Life que era lindo, super bem decorado… Mas a comida era péssima. Super engordurada e sem tempero. O suco pelo menos era gostoso, mas fiquei bem chateada por a conta ter saído alta com essa qualidade de comida. Super injusto. Mas tirando isso, vale a visita. É um lugar lindo, e a noite deve ser muito legal por lá. E lá também tem um bazar de arte que parece ser bem bacana. Endereço: Constitucion 30-70 – Providencia.
  • Como nós ficamos no Centro, encontramos várias lojas bacanas e também as de departamento. É muito legal andar por lá e descobrir as lojinhas locais.

Sobre comida (mara):

  • Os restaurantes de lá são meio caros e tem vários do estilo “pega turista”, que cobram um valor alto por uma comidinha chinfrim. Atentem-se a isso, pesquisem sobre antes de ir em qualquer restaurante… A não ser que você se encante por algum ou tenha indicação de alguém.
  • Nós ficamos em um apart hotel, com a idéia de que eu fosse cozinhar e tudo mais, porém, não consegui, porque terminávamos o dia muito cansados e acabávamos comendo qualquer coisinha mesmo. Mas vale super a pena… Compramos coisinhas para o café da manhã, vinho, sucos e rolou até uma Coca-Cola de dois litros! Hahahaha! Tínhamos uma geladeira ao nosso dispôr, então não tínhamos limites.
  • Como eu disse ali em cima, o Restaurante Backstage Life é um que eu não indico, mas posso ter errado na escolha do prato e tal… Vai saber.
  • Já o Restaurante Mulato eu suuuuuuper indico! Atendimento show, comida deliciosa, bem decorado, quentinho… Me encantei mesmo. Até fiz um post sobre ele (clique aqui). E o bairro ao redor é um amor, cheio de graça.
  • Também fomos no Restaurante Oda Pacífico, que é muito bom também. O atendimento deixa a desejar, mas a vista do restaurante compensa, é muito top porque fica de frente para o mar e, sem brincadeira, é muito lindo. Fiz um post sobre ele (clique aqui).
  • A Heladería Emporio La Rosa é considerada uma das melhores sorveterias do mundo, e é mesmo. O sorvete é maravilhoso! Fiz um post sobre (clique aqui). Tem várias dela espalhadas por Santiago, as dos Shoppings são as mais bonitas. E a marca vende sorvetes também nos mercados.
  • Dunkin’ Donuts por favor venha para o Brasil! Foi o que mais comemos lá. Um donuts mais maravilhoso que o outro, e o melhor de tudo é que era do lado do nosso hotel! Amo! Tem vários espalhados pela cidade.

Bom, eu acho que é isso… Espero ajudar quem tem planos de conhecer Santiago, vale muito a pena. De verdade! Caso tenha alguma dúvida ou curiosidade, comenta aqui ou manda um e-mail para o nemsodedoce@gmail.com 🙂

Agora vou mostrar algumas fotos que tirei… É tudo tão lindo, dá vontade de fotografar tudo. Elas estão fora de ordem e algumas eu não lembro onde tirei. Postei elas aqui para dar a você aquele gostinho de ir viajar para lá.

IMG_8228

IMG_8887

Juro que eu vou ser a pessoa mais feliz do mundo o dia que abrir uma DD em Curitiba… É muito maravilhoso!

IMG_8556

DCIM100GOPROG0285041.

IMG_8417

Melhor sorvete da vida!

IMG_9442

IMG_1042

Uma das metas da minha vida é ter uma casa nas montanhas nevadas… Sério, a vista é incrível!

IMG_8250

IMG_8615

IMG_9025

IMG_8815

IMG_9566

IMG_9008

Essas 3 últimas fotos são do Cerro de Santa Lucía, vale a pena subir toda a escadaria, de verdade.

IMG_9437

IMG_9439

IMG_9440

IMG_8552

IMG_8462

IMG_9441

A minha vista preferida era a do nosso quarto do hotel! Coisa mais linda da vida! E a foto está sem filtro, imagine pessoalmente como estava. <3

IMG_8351

IMG_9443

IMG_9444

IMG_9459

IMG_9564

E é isso aí minha gente! Já posso voltar para Santiago? Hahahaha!

Um beijo.

Assinatura2